E eu a ver passar os minutos

Estrada fora, a caminho de Condeixa. Corta à direita, sobe a serra e vira à esquerda. Fácil de fixar. O pior é chegar a Condeixa e ter de virar para Norte, para entrar na Autoestrada a caminho de Lisboa. Atrasámo-nos um pouco. Afinal é uma via para cada lado.
Depois foi controlar a velocidade e rezar para chegarmos a tempo. Quase nem trocámos palavras, Marido e eu. Já quase no local... AZAR! Por tão pouco. Na 2ª. Circular não se circulava. E a mesa de voto ali tão perto. Perdemos a votação e o toque da concertina. Bolas!!!


Valeu-nos comemorar, com este pedaço de bolo do Rodrigo (que o Pai e a Avó no último instante da nossa presença na festa não deixaram de ir buscar). Abriram-no mais cedo, por nossa causa. Foram uns queridos :). Muito boa a pastelaria d'O Careca.
Comemorar a chegada a casa, sem um arranhão (é só lembrar os números dos sinistrados).
Quero também comemorar as eleições livres no meu País. Isto eu quero comemorar. O civismo e a democracia venceram.
Ora bem: A esquerda mantém, parece, a maioria, sem absolutismos. Apesar dos pesares, melhor agora, penso. Eles vão ter de se entender. Não estamos em África ou na América do Sul! À direita ou à esquerda, concessão daqui, concessão dali, as Leis passarão. Ou iremos ter novas eleições mais cedo. Também é uma hipótese.
Resumindo e concluindo - Comemorar o dia pelo dia, que foi em cheio.

PS: Só para termos uma idéia do que representa utilizar uma autoestrada e não termos de percorrer distâncias em curva contra curva, serra acima, serra abaixo: De Lisboa a Condeixa e de Condeixa a Lisboa: 12.25x2=24.50€.
É obra.

3 comentários:

Cris disse...

Qué pena que después de haber puesto tanta voluntad para poder llegar a tiempo para emitir el voto, no hayan podido concretarlo.
Por lo demás la torta tiene como decimos en Argentina: una "pinta bárbara" es decir que se come con los ojos, palabra de golosa.
Cariños

Tina disse...

não votaram, paciência! o que interessa é terem chegado bem!
Beijinhos

Guidinha Pinto disse...

Cris, obrigada pelo comentário. Estou a aprender castelhano consigo :). A torta é o bolo não é? E tal como eu é gulosa. Fácil.
Beijo.


Tina, é realmente muito bom ir e vir. Há bastantes que ficam pelos caminhos...
Beijo