A criança que pensa em fadas e acredita nas fadas


Já não serei criança, dirão. No entanto, dentro de mim, não deixa de existir aquela que sempre fui.  Em nós, no sentido de pudermos mudar, sonhamos. Em deuses bons, como o que aparece no anúncio da Nespresso. Em fadas boas, também. Pensei no texto abaixo, ao olhar ontem este sítio paradisíaco. Sítio de fadas e de deuses. 
Penso que se completam um ao outro, o texto e a foto do cantinho de Portugal onde gostava de ter nascido e vivido até agora.
Mas quem sou eu para viver aqui... 


____|____

«A criança que pensa em fadas e acredita nas fadas 
Age como um deus doente, mas como um deus. 
Porque embora afirme que existe o que não existe 
Sabe como é que as cousas existem, que é existindo, 
Sabe que existir existe e não se explica, 
Sabe que não há razão nenhuma para nada existir, 
Sabe que ser é estar em algum ponto 
Só não sabe que o pensamento não é um ponto qualquer.»

7 comentários:

Anónimo disse...

Lindo sitio!!
Fiquei com pena da partida do seu peixinho.
Um xi-coração.
Tina

Guidinha Pinto disse...

Obrigada Tina.
Um abraço e agradecida pelo comentário.

Pink disse...

Olá "tia",
A foto é maravilhosa...
Eu creio em fadas, é claro,
Ou não vivesse em mim uma criança sonhadora.
Às vezes quando olho para os meus alunos quando lhes conto lendas e vejo aqueles olhos brilhantes atentos à história...dá-me 1 pouco de inveja, por eles ainda acreditarem tanto na magia e bondade das pessoas - no Mundo cor de rosa.
E com isto partilho que descobri lendas maravilhosas portuguesas, numa formação que fiz.
Parece que Portugal, mais propriamente em Peniche, existe 1 lenda bem parecida com o "Romeu e Julieta" inglesa.
Já fomos 1 país de sonhadores...
Até sempre,
pink

Guidinha Pinto disse...

Tão atrasada que estou em relação à data do seu comentário... Desculpe.
Fico feliz por acreditar, também, em fadas =).
Beijo Pink

Era uma vez um Girassol disse...

Também acredito...
Mas haverá alguma varinha de condão que endireite este Portugal tão doente?????
Beijinho da girassol

Guidinha Pinto disse...

Não é só Portugal que está doente... é o mundo! Não estamos sós flor grande, com muita pena minha.
Beijo.

António Manuel - Tómanel disse...

Interessante.
Boa reflexão.
Um abraço cá do Algarve: http://umraiodeluzefezseluz.blogspot.com