video

Moçambique e Kanimambo, juntas

Moçambique,
que palavra tão bonita
fique lá onde ela fique
diga
lá quem a disser

Moçambique,
é alegre como a chita
Tem a graça e tem o timbre
Dum sorriso de mulher

...

Kanimambo, só contigo
Eu consigo, entender o amor.
Kanimambo, preso aos laços
Dos teus braços, a vida é melhor.

É por isso, quando tu sorris
Que o feitiço, me faz tão feliz.
E me obriga, a que eu diga
Kanimambo, como o negro diz.

Obrigado, Muchas gracias,
Merci Bien, Tudo é Kanimambo.
Danka schône, Grazia Tanta,
Many Thanks, tudo é
Kanimambo.

Porque lembrei os tempos da outra senhora? Moçambique e a guerra? Moçambique e Kanimambo, hoje, cantadas por João Maria Tudella e acompanhado pela espectacular Orquestra Ligeira do Exército, conduzida pelo Maestro Capitão João Oliveira, arrepiou-me. Pareceu-me estar a ouvir um Big Band americana. Que maravilha de som, que arranjo mais eficaz. Que voz quente ainda tem este senhor, nascido em 1929. Parabéns. Kanimambo estreou em Lourenço Marques, actual Maputo, em 1959. Já lá vão 50 anos.

Sem comentários: